terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Resenha: Johnny Bleas (J. G. Brene)


Autor: J. G. Brene
Páginas: 216
Gênero: Ficção, Fantasia, Aventura 
Nota: (4/5)
Editora: Pandorga
Edição: 1/2015

SINOPSE: Órfão de pai e mãe, Johnny Bleas, tem uma vida confortável com seus tios, os Case, em uma fazenda no interior do estado. Até que ao acordar certa manhã e depara-se com a horrível cena de assassinato dentro de sua própria casa, a sincronia da sua vida se desfez e seu mundo começa a girar em meio a inesperadas desventuras. O triste som da morte abre as portas para algo que Johnny nunca poderia imaginar. Com o descuido de um passo em falso, ele é levado a uma nova dimensão, um novo mundo onde gnomos, castelos e piratas são apenas o começo. Um lugar mágico em que os enigmas do seu passado são revelados, onde o oculto que por tanto tempo dormiu, renasce e o assassino é descoberto em uma trama muito maior do que o esperado. Asterium, é o novo mundo, onde cada uma das peças do quebra cabeça se reconstitui, à medida que antigas peças se encaixam, novos mistérios nascem a partir de uma profecia que lhe defronta com o medo e a coragem de encarar um novo destino.

“- Chocados! É exatamente como se sentem. Preocupados. É como devem ficar. Porque se o escudo se enfraquecer demais, ele pode quebrar, deixando o coração vulnerável, que passará a absorver não só as coisas boas de nosso mundo, mas também passará a absorver o mal, então pode acabar não resistindo. – disse a mulher baixando a voz entristecida. – Precisamos descobrir o que está havendo antes que seja tarde demais.”

Um adolescente comum... com ideias e sonhos para o futuro, Johnny Bleas nunca imaginou que, após a morte de sua tia, sua vida mudaria tão drasticamente! Cresceu sob os cuidados de seus tios, o casal Case. Durante o velório de sua tia Marta, avistou um garoto e, curioso, passou a segui-lo. Por um descuido, Johnny acabou chegando a uma outra dimensão, em Asterium, descobrindo não apenas que o tal garoto na verdade era um duende como também, muito de sua verdadeira história familiar. Ao tomar conhecimento de uma profecia na qual estava profundamente envolvido, precisou decidir rapidamente que caminho tomar, levando em consideração que muitas pessoas dependiam de tal escolha.

“Durante a nona Era deste mundo, quando a paz e a harmonia alcançarem todos os povos, algo terrível acontecerá. As sombras e o mal começarão a se espalhar novamente e o coração de Asterium correrá perigo. Somente uma pessoa poderá salvá-la e trazer paz ao mundo. Esta pessoa é a outra metade da mesma que traz consigo todo o mal. Dois anjos nascerão do ventre da segunda rainha da nona Era, o primeiro trará consigo caos e morte. O segundo terá a esperança e a vida. Só se saberá a diferença entre eles quando o semeador tocar o anjo maldito, pois, assim que tocá-lo, certamente morrerá. E o anjo maldito começara a trazer, então, dor e sofrimento para toda Asterium”

O primeiro passo para iniciar a missão de salvamento de Asterium, Bleas deveria aprender uma profissão ligada à força física ou à mental. Decidiu-se então, por tornar-se um Kromus, um ser cujas suas principais armas são o encantamento e a transmutação. A partir disso, juntamente com um grupo formado por guerreiros e outros seres, sai em busca de seu treinamento para lutar contra as forças do mal. Sua aprendizagem torna-se cada vez mais rica na medida em que conhece novas pessoas e faz novas amizades. Embarque nessa viagem repleta de seres místicos como duendes, fadas, magos e guerreiros, onde a magia é o elemento principal. Traições se fazem presentes também, mostrando que muitas vezes, as coisas nem sempre são o que esperamos e, que por isso, precisamos sempre buscar o nosso melhor.
 
“O desconforto faz com que possamos evoluir. Muitos procuram sua vida toda por conforto, sendo que o conforto só pode ser valorizado depois do aprendizado. Depois da evolução. Sem o desconforto nunca daremos valor ao que nos é dado pelo universo.”

O livro tem uma linguagem bastante fácil de ser assimilada, possibilitando uma leitura fluente e rápida. Os personagens foram muito bem construídos e é possível notar a forte personalidade de cada um. Os cenários são ricos em detalhes, sendo fácil imaginar cada espaço, cada cena. Os momentos que passei acompanhando todo o desenrolar da história foram bem divertidos, um tempo muito bem gasto. O que mais me chamou a atenção foi a importância dada à questão da força não-física, isto é, da força mental. O autor soube mesclar muito bem o real e o místico, dois pontos que, a cada página, aumentam a curiosidade do leitor. Contudo, terminei a leitura sentindo falta de algo, algumas pontas ainda ficaram um tanto soltas. Fiquei bastante curiosa com os fatos que se seguirão. Vale ressaltar que este é apenas o 1º Livro, o início de uma Saga. O segundo volume, “Johnny Bleas – E o núcleo da Montanha”, tem seu lançamento previsto para 2017.

Em breve, mas precisamente dia 10 de Março, você poderá conhecer toda a Magia de Asterium. Acompanhe o SITE do Autor e fique por dentro de todas as novidades. 

  • Book Trailer:

Até a próxima!