quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Resenha: Diário da Mãe-Corvo (Raquel Alves)


Autora: Raquel Alves
Páginas: 150
Gênero: Ficção, Drama, Romance 
Nota: (5/5)
Editora: Independente
Edição: 1/2015

SINOPSE: Diário 1: Na sombra de teu encanto - O início da eterna lenda da personagem Lady Black Raven. Lindsay era uma garota gentil e solitária que estava cansada das humilhações e preconceitos sofridos em sua vida. Ao conhecer o jovem Marx, pessoa na qual pensara que realmente nutria sentimentos amorosos verdadeiros, sofre uma grande decepção, quando o misterioso professor Brandon, decide intervir e avisar a garota das reais intenções do jovem Marx. Contudo, o que Brandon não esperava era que Lindsay cometesse suicídio. Diário 2: Ecos do Silêncio - Na jornada de sua vida pós-morte, Lindsay retorna a vida através do poder do colar da "ave negra da morte". O que aconteceu com a jovem em sua travessia das trevas para a luz? Diário 3: Corações renegados - A antiga deusa da tribo do clã dos Corvos da nação Haida está de volta para sua vingança contra todos aqueles que traíram seus sentimentos, bem como quem feriu o coração da infeliz hospedeira de sua alma, ou seja, Lindsay, pessoa que assim como Lady, sofrera e fora enganada pelas pessoas que mais amava. Brandon, através de sonhos enigmáticos começa pouco a pouco, percebendo que a verdadeira alma de Lindsay poderá estar ainda mergulhada na escuridão, enquanto luta contra a forte atração que sente pela Lady Black Raven, sem ter noção de quem fora em sua vida passada. Mas o clã das Águias não deixará que tal entidade emblemática continue seus planos de vingança e fará de tudo para encerrar de uma vez por todas com a vida da deusa, enquanto Brandon terá que fazer seu último sacrifício para resgatar a alma de seu verdadeiro amor.

“Você compreende o significado do corvo? O real significado? Indica a imprevisibilidade da natureza. Ninguém pode prever seus passos, adivinhar seus desejos, escapar de suas armadilhas. Ele é poderoso demais e astuto também (...). Endente agora que fomos usados? Todos.”

O livro traz a história de Lindsay, uma jovem órfã de mãe, que apenas tenta viver sua vida e terminar o colégio. Ao ganhar uma bolsa em uma escola onde seu pai trabalha, escola esta que nunca poderia pagar, esforça-se bastante para acompanhar as aulas. No entanto, é constantemente colocada em situação de humilhação por seus colegas de classe. A pressão foi tanta que decide por acabar com sua vida, suicidando-se.

“Não havia nenhum amigo disposto a me defender. Não havia alguém a confiar minhas verdades e meus receios. Não haveria justiça ou paz para meu espírito.”“Livrai-me Senhor desses pensamentos. Já não achas que fui violada demais? Aqui estou, de corpo e ama entre a escuridão desse abismo, entregue a única que me compreendeu até hoje: a dor. Como posso pedir que arranques de mim a única companheira, que até no Vale das Sombras da morte forjada por minhas próprias mãos, me acompanha? Não há, Senhor, culpada maior pelo estado de miséria que me encontro, senão eu mesma.”


Seu professor, Brandon, que havia se apaixonado por ela, tentou por várias vezes alertá-la das verdadeiras intenções de seus colegas de classe, contudo, não fora ouvido. Carregando a culpa de acontecimentos passados, Brandon ressuscita a jovem Lindsay com o auxílio do colar da "ave negra da morte", no entanto, algo dá errado e quem ressurge é Lady Black Raven, deusa da tribo do clã dos Corvos da nação Haida, com sede de vingança àqueles a quem tanto amou e que tanto lhe enganaram.

“Uma nova mulher usava meu corpo para ser o tabernáculo de sua alma infeliz, que não cansara de procurar o amor perdido.”“Eu estava no corpo certo: um corpo que não tinha traços provocadores, mas uma inocência flamejante, um corpo aparentemente saudável, mas ao mesmo tempo fraco, no quesito proteção. Eu tinha os olhos do amor e não aqueles que clamavam a todo custo por uma ordinária luxúria, envolta no capricho de tê-lo só para mim, afinal de contas, o destino me permitiu estar ao lado do homem que eu tanto amei.”

Onde está a alma de Lindsay? Ainda presa na escuridão? O clã das Águias será de grande importância e fará de tudo para auxiliar Brandon a reverter a situação, sendo necessário de sua parte um grande e último sacrifício para salvar a alma de sua amada da escuridão eterna.

“Prometi usar este dom para alguma espécie de bem, mas de uma certa forma, o mal, que não somente fora feito a mim e que atingia toda uma família, deveria ser reparado: uma vida deveria ser ceifada agora.”

Este é o segundo livro de Raquel Alves que tive o prazer em ler. Novamente sua escrita foi inebriante e me vi bastante envolvida com a história, que mesclou romance, drama e ficção a um tema (infelizmente) bastante presente na atualidade, o Bullyng. Não me refiro aqui a brincadeiras de crianças, apelidos bobos ou coisas do gênero, que vem banalizando este ato e fazendo muitos jovens que sofrem com isso, se calarem. As situações nas quais a personagem Lindsay se vê envolvida vão muito além de simples brincadeiras. A autora sempre busca dar voz a algum dos vários problemas enfrentados pela sociedade, isso é o que mais me encanta em seus livros. É quase palpável as referências a Edgar Allan Poe no decorrer das páginas, tornando a obra ainda mais intensa a cada diário.
A diagramação é simplesmente maravilhosa, diferente de tudo o que já vi. É perceptível como cada detalhe foi pensado com muito carinho para o deleite do leitor... a autora disponibilizou ilustrações e dicas de clipes musicais para serem vistos em momentos específicos da leitura, enriquecendo a história de forma incrível! Foi possível sentir tudo o que os personagens sentiam. A autora está de parabéns! Foi uma leitura ímpar, com personagens marcantes e enredo muito bem elaborado. Se indico? COM CERTEZA!

Acompanhe o Blog da autora e fique por dentro de todas as suas obras: Blog Lady Black Raven

Acompanhe o livro pelo Wattpad  

Para adquirir o livro:

 Até a próxima!